Busca

Volta ao Mundo em pedaços!

A vida é muito curta para não viajar!

San Andres, o paraíso das compras

Você já deve ter lido em algum lugar que San Andres é um paraíso pras compras e é verdade – mesmo com o real tão desvalorizado em relação ao dólar. O centro da cidade é um shopping a céu aberto, com muitas opções de lojas de eletrônicos e da Riviera – o Duty Free da Colômbia.

Obs.: Viajamos em Dezembro de 2015, então todas as cotações do post estão relacionadas a este período.
Obs 2.:A coisa que eu menos gosto de fazer em viagens é comprar, portanto, eu não sou uma especialista em compras, mas vamos à duas dicas que posso dar:

Mac San Andres: a Mac de San Andres vale à pena porque os preços são mais baixos que os dos Estados Unidos. Minhas amigas fizeram pesquisa de preço no site oficial da marca e decidiram comprar na loja em San Andres

Método de pagamento: nas lojas sempre vão tentar te empurrar o pagamento em dólar no cartão de crédito. Se você pode escolher como pagar, vale pegar a calculadora e fazer as contas! Aqui vamos com um exemplo prático:

Trocamos reais por dólares no Brasil por 3.90
Trocamos dólares por 2.960 cops em Cartagena

Compramos uma caixa de som que tinha duas opções de pagamento
450.000 cops em dinheiro / 130 dólares no cartão

Se pagássemos em cops:
450.000/2.960 = 152 dólares = 592,90 reais

Se pagassemos no cartão, com a cotação em 4.10
130×4.10 = 533 reais + iof (83.50) = 616.50 reais

Se estiver em dúvida sobre pagar em espécie em moeda local ou no cartão, corre pra calculadora! Se puder pagar em dólares, em espécie, os preços tendem a ficar bem mais atrativos!

San Andres x Aeroporto Panamá

Pra chegar e sair da Colômbia nós fizemos escala no aeroporto do Panamá e pesquisei um pouco nos dois lugares pra montar esse post: o que vale mais à pena: comprar em San Andres ou deixar pra comprar no aeroporto de Tocumen?

O aeroporto Tocumen é um ponto estratégico de distribuição de voos entre as Américas e também um ponto famoso de compras. Antes de viajar, li em alguns lugares que os preços valiam à pena, mas comparando alguns preços com San Andres, se você vai pra lá deixe pra comprar tudo no paraíso colombiano!

Tanto em San Andres como no aerorporto do Panamá a rede de free shops é a La Riviera. Os preços desse post estão em dólares e são da semana entre 16 e 23 de dezembro de 2015.

Relógio masculino da Lacoste
San Andres: $120
Aeroporto Panamá: $220

Estudio fix Mac
San Andres: $24
Aeroporto Panamá: $27

Dulce Gabana light blue 100ml
San Andres: $56
Aeroporto Panamá: $68

Armani Profano 100ml
San Andres: $70
Aeroporto Panamá: $98

Moet Chandon
San Andres: $50
Aeroporto Panamá: $69

Wisky Royal Salute
San Andres: $80
Aeroporto Panamá: $140

GoPro Hero com LCD
San Andres: $300
Aeroporto Panamá: $315

Se você tem algumas horinhas de escala no Aeroporto do Panamá dá uma olhada nesse post pra saber o que te espera por lá!

Conexão longa no aeroporto do Panamá?

O aeroporto de Tocumen (PTY) fica na Cidade do Panamá, é o maior aeroporto do País e um dos principais hubbs de conexão das Américas. Por ele passam cerca de 9 milhões de passageiros por ano, deles um percentual razoável em conexão. Se você for um desses passageiros, saiba como aproveitar esse enorme Free Shop, digo, aeroporto.

A moeda usada no Tocumen é o dólar. Logo, lembre-se de ter alguns dólares guardados (ou cartão habilitado).

Entre as lojas o domínio fica com a rede La Riviera: são várias espalhadas e cada uma com um foco específico: umas de tecnologia, outras de perfurmaria, outras de relógios,bolsas e óculos. Há ainda algumas Rivieras customizadas por marca, como é o caso da Samsung e Michael Kors. O aeroporto conta ainda com lojas da Adidas, Mac, Lacoste, Tommy, Boss, Bvlvari, Burberry, Swatch, Tissau, Mont Blanc, Crocs e algumas lojas multimarcas – além de muitas outras! O que eu mais gostei foram uns quiosques super úteis onde se comprar produtos variados por 10 dólares. [eu comprei um travesseiro de pescoço novo!]

Está vindo de San Andres?  Veja onde seus dólares valem mais! 

Além das tiendas, há no aeroporto várias opções de alimentação. Na praça onde comemos tinha uma rede de fast food chamada Carls jr, Dominos, opção de comida oriental, opção de frango frito estilo americano, CinnamonXxx e Hagen Daz. Espalhadas pelo aeroporto ainda há outras opções como Subway, Dunkin Donuts e Viena

Pra se ter noção de alguns preços:
– pizza individual na Domino’s com coca cola: $12.90
– combo de hambúrguer, batata e refrigerante: $14
– 1 bola de Hagen Daz: $3.95

O aeroporto oferece internet gratuita com uso restrito a apenas duas horas por aparelho. Pra usar você faz um pequeno cadastro com seu e-mail, mas depois que as primeiras duas horas acabam, não dá pra driblar o cadastro com um novo e-mail, o sistema te bloqueia de acordo com o ip do aparelho. Se tiver mais de um device, cadastre com outro e-mail e aproveite mais duas horas.

Um outro wifi chamado “Wisperhotzone” também aparecerá pra você como livre, mas no momento da tela de cadastro você vai precisar de um código que pode ser comprado com cartão de crédito. 1 dia de conexão contínua (24 horas seguidas) custa 10 dólares.

Parrachos de Maracajaú, RN

O paraíso tem nome e sobrenome: Parrachos de Maracajaú, no Rio Grande do Norte. Desde a primeira vez que vi fotos do lugar me apaixonei e só sosseguei depois que fui pra lá conhecer esse pedacinho do paraíso! Continue Lendo…

Motivos pra se encantar com Niterói: o Parque da Cidade

Uma piadinha entre cariocas e niteroienses fala, de diferentes maneiras, sobre o lado bom de Niterói: a vista pro Rio. E ela é estupenda. Do Mac, de Icaraí, das praias da região oceânica, da estação das barcas. De todos esses lugares o Rio é lindo de se ver, mas é ainda mais especial do Parque da Cidade.

“Se encontraram então no Parque da Cidade

 a Mônica de moto e o Eduardo de camelo”

O Parque do Eduardo e da Mônica fica lá em Brasilía, mas não dá pra perder o de Niterói. Ele fica de frente pra Baía de Guanabara recortada pela Ponte Rio Niterói, com vista pra enseada de Botafogo e seu lindo Pão de Açúcar, com o belo recorte dos morros que desenham o horizonte da cidade – abençoado lá de cima pelo Cristo Redentor. É de tirar o fôlego!

Parque da Cidade, Niterói

O Parque da Cidade é um ótimo lugar pra fazer um pique nique aproveitando a vista. Se você conseguir cansar de olhar o Rio, do outro lado ainda tem de brinde a vista das praias de Niterói. Não dá pra reclamar!

Parque da Cidade, vista de Niterói

Como chegar: Sempre tem a turma que sobe caminhando (ou correndo!) e a subida deve demorar entre 40 minutos e 1 hora, mas chegamos de carro por uma estradinha íngreme e bem estreita. É bem fácil de chegar, com muitas placas sinalizando quando você chega em São Francisco. Pra ajudar, dá só uma olhadinha no mapa! Usei como ponto de saída o McDonald’s que fica ali na entrada de São Francisco.

Viaduto de Passy e o Caminho dos Cisnes: passeio no Sena e a melhor vista da Torre!

Pra ver a Torre Eiffel, todo mundo vai pro Trocadero – e é claro que todo mundo precisa ir lá, mas eu sou apaixonada mesmo é por um outro lugar: o mirante do antigo Viaduto de Passy, hoje Pont Bir-Hakeim.

Viaduto de Passy, Paris

É pelo viaduto de Passy que a linha 6 atravessa o Rio Sena com uma vista incrível da Torre e o jeito mais fácil de chegar no Mirante é descer na estação Bir-Hakeim e andar em direção ao Sena, por baixo do viaduto. Se você já estiver do outro lado do rio, desça na estação Passy e faça o mesmo caminho em direção ao Rio. A vista é maravilhosa e tem muito menos movimento e muito menos turistas. Se você já assistiu aos filmes “A Origem” ou “O Último Tango em Paris” deve se lembrar desse lugar!

Viaduto de Passy, vista da Torre, Paris

O Viatuto de Passy também é o ponto ideal para começar um caminhada pelo Allée des Cygnes, o Caminho dos Cisnes, que é o único trecho para pedestres dentro do Rio Sena – ligando o Viatudo de Passy à Ponte Mirabeau.

Allée des Cygnes, Paris Torre Eiffel vista do Allée des Cygnes, Paris

Andando até o final do Caminho dos Cisnes você vai encontrar uma das réplicas Parisienses da Estátua da Liberdade. O passeio vale muito à pena e chega a ser estranho não estar entre as principais rotas turísticas da cidade!

Estátua da Liberdade, Paris

Costão de Itacoatiara – um pouco de aventura em Niterói

Um grande clichê entre os cariocas é dizer que o melhor de Niterói é a vista pro Rio. Eu sei, a vista pro Rio é mesmo deslumbrante, mas as vistas pras coisas lindas de Niterói também são um ponto alto da cidade. Entre elas, se destaca a vista do Costão de Itacoatiara.

O Costão de Itacoatiara fica na famosa praia de Itacoatiara, é claro. Itacoá, ItacoatiARADISE ou ItaCROÁCIA é mesmo um pedacinho do paraíso na Região Oceânica. A praia é um point dos niteroienses descolados e um ótimo lugar pra aproveitar o dia de sol. O Costão é a pedra que fica no canto esquerdo da praia – se você estiver olhando para o mar.

IMG_6213

A Subida

Eu estou longe de ser uma atleta e consegui subir o Costão, mas preciso dizer: Cansa!

A subida dura ao todo em torno de meia hora e é dividida em duas partes. O primeiro trecho dura cerca de 10 minutos e a subida é feita na parte com mata, usando os degraus formados por pedras e troncos de árvores. O segundo trecho é a parte mais longa e também mais punk. São 20 minutos subindo pelas pedras, com muitos trechos em que é preciso apoiar as mãos no chão! Tem que ter concentração, equilíbrio e um poquinho de força nas panturrilhas também ajuda!

O esforço vale à pena quando se chega lá em cima. A vista é simplesmente maravilhosa!

Costão de Itacoatiara, NiteróiNa hora de descer, muito cuidado e equilíbrio pra não escorregar! Depois da aventura, todo mundo merece um mergulho no mar!

Dá muito medo?
Antes de ir, eu tinha ouvido alguns relatos tensos sobre a subida. Pra mim, o grau de dificuldade é razoável, você precisa ser cuidadoso, mas não é o tipo de coisa que você se sente o tempo todo em perigo.

Como chegar:
Vá até a Praia de Itacoatiara e ande até o final à esquerda, em diração ao Costão. Seguindo o fluxo dos carros, um pouco mais adiante, você vai encontrar a guarita onde começa a trilha. Não tem erro!

O que levar:
Água é indispensável! É sempre bom ter alguma coisa de comer na bolsa, como barrinhas de cereal.

Use protetor solar e, de preferência, vá de tênis.

Roupa de banho é sempre uma boa pedida pra se refrescar na praia depois da descida!

Por dentro do Parlamento de Budapeste

A principal atração de Budapeste é, sem dúvidas, o Parlamento. Mais que uma atração local, ele é um dos prédios mais emblemáticos de toda a Europa. Mais que fotografar o seu exterior é possível conhecer o prédio por dentro, mas como lá funciona ainda hoje o Parlamento da Hungria, a visita tem muitas limitações.

Em época de alta temporada, especialmente, é importante comprar o bilhete e agendar a sua visita. A quantidade de pessoas é limitada por horário e os horários divididos por idioma. Para escolher o horário e idioma da visita e comprar seu bilhete, basta acessar o site. 

Para fazer a visita é obrigatório ter o bilhete impresso, por isso, é recomendável que você já leve seu bilhete impresso. Se você não tiver o bilhete, chegue bem mais cedo que o seu horário porque vai precisar passar pelo atendimento no balcão – e muitas vezes há filas.

Para entrar no Parlamento é preciso passar pelo controle nos detectores de metais, por isso, tenha certeza que não tem nenhum objeto que precisará ser descartado – as regras são bem parecidas com as regrinhas de aeroporto.

O passeio dura cerca de 30 minutos e passa por alguns corredores, pela entrada principal, pelo salão sob o domo e pela sala onde trabalham os parlamentares. Os guias estão preparados para contar sobre a arquitetura e história do prédio e através delas contar mais e envolver o visitante com a história da Hungria.

Sala onde os parlamentares húngaros trabalham
Sala onde os parlamentares húngaros trabalham

Pra quem vê o prédio de fora e imagina conhecê-lo inteiro, a visita é um pouco decepcionante. Mas o passeio vale bastante à pena, só é importante alinhar expectativas!

Os táxis de Mônaco

Como tudo em Mônaco, os táxis são super novos e bem conservados. Não dá pra levar um ricaço dos que circulam por lá de um lado pra outro em qualquer carro.🙂  Mas não é muito simples pegar um táxi na rua. Normalmente, é preciso pedir um táxi e eles chegam bem rapidinho.

Na chegada à estação de trem Mônaco Monte-Carlo é normal ver pessoas perdidas tentando entender como pegar um táxi, mesmo estando no “ponto de táxi”. E tem dois jeitos simples:

– ligar de um telefone celular na cooperativa de táxi
– usar as estações que ficam disponíveis para o pedido, como essa da foto

Como pedir táxi em MônacoÉ só apertar o botão “appeler taxi” e dizer seu nome e onde você está. Como não tem a parte de colocar no ouvido é preciso fazer um esforcinho pra falar no lugar certo e fazer o pedido!

Budapeste – chegando e partindo de transporte público

Se você não está com muita bagagem e prefere economizar com transfer ou taxi, é fácil chegar e sair de Budapeste usando o transporte público. Vamos às opções:

De avião:

O aeroporto Internacional de Budapeste fica afastado da cidade e não tem estação de metrô que te leve até lá diretamente, mas mesmo assim, é fácil chegar. É preciso ir de metrô até a estação Kobánya-Kispet, na linha azul do metrô, e de lá pegar o ônibus 200E.

Você vai precisar ir para o ponto de ônibus do lado de fora da estação, mas não tem como errar! Além da estação ser muito bem sinalizada, a quantidade de pessoas que circulam a caminho do aeroporto é enorme e é impossível não encontrar a parada do ônibus. O bilhete que você usou no metrô não vale para o ônibus. É preciso comprar o bilhete do ônibus direto com o motorista.

De trem ou ônibus:

Além do aeroporto, existem dois outros pontos importantes de entrada e saída da cidade.

A estação de trem Budapeste-Keleti é integrada com a estação de metrô Keleti Pályaudvar, na linha vermelha. A estação de ônibus Budapeste-Népliget é integrada com a estação de metrô Népliget, na linha azul.